receba dicas de fotografia
gratuitamente
no seu email! Cadastre-se:


Qual câmera devo comprar?

Atenção, fiz um guia mais completo e fácil de acompanhar para atualizar este post! Antes de ler acesse: Qual Câmera Comprar?

É incrível a quantidade de gente que aparece aqui perguntando: “Qual câmera devo comprar”? Bom, vamos por partes:

Primeiramente é importantíssimo eu deixar claro que o equipamento não faz de ninguém um bom fotógrafo. O fator “pessoa atrás da câmera” é muito mais importante do que a própria “câmera”.

Também quero deixar claro que sim: equipamentos “melhores” (ou seja, que têm mais qualidade técnica final nas imagens e mais recursos) podem fazer fotos melhores, dependendo do tipo de foto que você quer tirar. Então antes que eu te diga qual câmera comprar, me responda: que fotos você pretende fazer?

Para quem não quer ter controle – “compactas”

Quero fotografar amigos, família e meus pets para enviar por email pra todo mundo e talvez subir no Flickr.

Tem um celular com câmera? Esse já está bom para você. Sério! Se você não pretende imprimir então não se preocupe com qualidade técnica. Existem momentos que não precisam de qualidade, precisam simplesmente ser gravados! Além do mais você não vai querer sair para beber com seus amigos e arriscar deixar derramar cerveja em cima de 10 mil reais, né? Se o objetivo é ter lembranças, use o celular.

promotion or demotion?

Por /stitch

  • Vantagens: super compacto! Além do mais alguns têm MP3, Bluetooth, Wi-fi… alguns até telefonam. Olha que maravilha.
  • Desvantagens: qualidade péssima. Fotos ruizinhas de dia e de noite. Mas o suficiente para boas lembranças.
  • Preço: por uns 300 reais você consegue um decente. Talvez precise de uns 500 para um com “flash” (na realidade é um led, mas serve) e mais resolução.
  • Compre um por R$ 169 (cada dia eles estão mais baratos)

Além disso quero fotografar viagens, meus filhos e o natal em família

Vá de compacta. Essas câmeras modernas são realmente fantásticas. Tenho que admitir que muitas delas (notei que principalmente as da Sony) conseguem um resultado fenomenal quando existe luz suficiente. Para fotos de dia, do por do sol no Caribe (ha-há) e até macros elas estão ótimas. Só peca um pouco nas fotos noturnas ou com pouca luz, no geral – mas ainda sim dá para ter fotos bacanas.

Ao comprar veja se você quer bastante “zoom”. Se quiser bastante zoom procure bastante zoom. Mas lembre-se: bastante zoom óptico. “Zoom digital” é a mesma coisa que ampliar no Photoshop: perde a qualidade totalmente. Não se engane. Só considere o Zoom Óptico, ok?

Lembre-se: compactas não deixam você controlar muita coisa, e, mesmo quando deixam, o resultado não fica lá essas coisas. Então só compre uma compacta se seu objetivo é apontar e clicar.

Canon Powershot A530

por /imarcc

  • Vantagens: ainda são pequenas para carregar e conseguem imagens de qualidade que podem até ser impressas.
  • Desvantagens: a qualidade com pouca luz (ambiente fechado ou noite) é baixa. Você não tem controle sobre ela.
  • Preço: com R$ 700 você acha câmeras de qualidade. Dica: fuja das milagrosas tipo “Tekpix”. Compre marcas mais consagradas. Elas não são chamadas “consagradas” à toa.
  • Aqui tem uma ótima por apenas R$ 599. Elas também estão cada dia mais baratas!

Para quem quer ter controle – “SLRs”

Quando se trata de SLRs (Single Lens Reflex) sou bem sincera: veja quanto dinheiro você quer gastar no trio Câmera + Lente + Flash e compre o que conseguir com isso. Aqui no Brasil as “linhas” não fazem sentido nenhum. Por exemplo: cada marca tem uma “linha de entrada”. Aquela baratinha que qualquer um compra. Mas aqui no Brasil não é baratinha e não é qualquer um que compra.

Assim como aqui no Brasil “carro popular” não tem nada de popular (ou o povão todo tem mais de 25 mil para gastar em um automóvel e eu não sei). Então todas as SLRs são caras aqui e todas são usadas por profissionais. A linha chamada “amadora ou semi-profissional” têm câmeras de até 5 mil reais o que faz com que existam profissionais da fotografia usando SLRs consideradas amadoras e existam “entusiastas” usando umas que custam o preço de um carro.

Se o seu objetivo é se profissionalizar saiba que é super normal “começar” (e até “continuar”) com as câmeras mais baratas e as usadas. Quando tiver mais dinheiro compra um equipamento melhor e vai “evoluindo” aos poucos. Tem dinheiro sobrando? Compra a “mais foda do mundo” de uma vez. Não vou ser eu que vai te dizer pra comprar uma mais simples.

A diferença entre as compactas e as SLRs é a troca de lentes, as lentes são muito importantes para a qualidade de uma fotografia, vai por mim. Lentes duram uma vida, câmeras são trocadas sempre que aparece um modelo novo (se houver dim dim pra isso, claro). Então invista nas lentes.

Então agora vamos dividir em “kits investimento”. Quanto dinheiro você quer gastar no equipamento fotográfico?

Vou dar como exemplo câmeras Canon, pois é a marca que trabalho e conheço melhor, mas existem diversas equivalentes. Dá uma pesquisada no DpReview e você encontrará tudo. Ah sim, lembre-se que estou falando do equipamento básico do básico. Além de tudo isso você precisará comprar filtros, cartões de memória, mochilas especiais, tripé…

equipped

por /kicey

Idéia 1 – orçamento apertado

Compre uma câmera mais barata nova (como uma Rebel XSI) com uma lente “do kit” (a que vem com a câmera – 18-55mm – ao contrário das más línguas é uma lente bacana, só não tem uma nitidez perfeita). Se tiver um pouquinho mais aproveite para comprar um Flash. Não precisa ser o último modelo. Tendo TTL (que é a “conversa” do flash com a câmera, fazendo medições automaticamente e te livrando de cálculos chatos) está bom.

Nesse caso você também pode tentar comprar uma câmera de uma linha mais “profissional”. No caso da Canon uma acima da Rebel, como a 30d ou 40d. De preferência usadas, as novas ainda estão meio caras.

  • Você vai gastar neste “kit modesto” até de R$ 3.000 com o trio câmera+lente+flash.

Idéia 2 – orçamento mais livre

Vá para a “linha mais profissional”. No caso da Canon seria a própria 30d ou 40d. Aproveite para comprar duas lentes, de mais qualidade: uma mais grande angular e uma mais tele. De preferência cobrindo todas as distâncias focais com as duas. Dificilmente alguém consegue viver só com tele ou só com grande angular. Se não tem grana não queira comprar “a mais fodástica das teles”, ficando sem GA. Mesma coisa do item anterior: compre um flash bacana – não precisa ser o top de linha. Flash não melhora tanto assim para compensar o preço absurdo que eles têm aqui no Brasil. Se a grana estiver tranquila mesmo aproveita e compra mais um Flash. E um Flash Trigger. É um bom começo.

  • Nessa brincadeira você deve gastar no máximo uns R$ 5.000.

Idéia 3 – orçamento sossegado

Se tiver mais para investir vá de câmeras mais “top de linha”. Não precisa ser o top de linha da linha mais top. Mas entrar na linha Full Frame já é algo possível. Uma Canon 5d (não o último modelo) já está a bagatela de R$ 4.000. Compre uma dessas usada e já ficará bem feliz! Junto com ela compre lentes que cubram da Grande Angular à Tele, com a qualidade destas dependendo do orçamento exato. Com mais dinheirinho dá para se dar ao luxo de comprar uma FishEye, quem sabe… também já dá para investir no flash mais moderno (embora aqui no Brasil eu ache inútil fazer isso).

Mais que R$ 10.000 você não gasta com esse exemplo

Idéia 4 – quem quer dinheiroooo

Se dinheiro definitivamente não for o seu problema então fique muito feliz (pois você deve estar entre os 2% da população que pode dizer isso no nosso país) e compre todos os últimos modelos. No caso da Canon a top top top 1d (que sozinha vale um carro), todas as lentes da série L, flashes e triggers… enfim. Por que eu vou dar conselho para quem tem tanto dinheiro? Peça pros seus empregados escolherem pra você! kakakaka

  • Alguém aí tem uns 30.000 para me emprestar para pagar esse “kit rico”? rs…

Por fim, mas não menos importante

Se você quer partir para o profissional compre uma câmera que encaixe no seu orçamento e te permita fazer o que você precisa. Para trabalhar em eventos você precisa de lentes claras e flash. Para trabalhar em estúdio você precisa… adivinha… de um estúdio! Para fotos de paisagem profissionais uma Fisheye é praticamente obrigatória… estude, pesquise e, se possível, teste (pegue emprestada a câmera profissional de um amigo, por alguns minutos mesmo, e veja o que acha).

Não existe fórmula mágica.


Gostou deste post ou ele foi útil para você? Então compartilhe ou faça uma doação de qualquer valor para o blog :-)

Não concorda? Envie seu post contando o seu ponto de vista para guestpost@dicasdefotografia.com.br. Se ele estiver de acordo com a linha editorial do blog poderemos publicá-lo.

Por que este blog não possui mais comentários?
Não tenho uma equipe para responder todos os comentários e já existem muitos meios de interação na internet: fica difícil conseguir acompanhar todos e fico triste de não poder responder todo mundo. Por isso, procuro centralizar a interação em uma só plataforma e buscar algo mais colaborativo. Hoje, esta plataforma é a Página do DDF no Facebook. Se quiser, também pode enviar um bom e velho email.