Dicas de Fotografia

Fotografia: fazer curso? Fazer faculdade? Ou aprender por conta?

Eu comecei na fotografia sem querer. Fui trabalhar com edição de imagens num estúdio de fotografia e acabei me interessando pelo assunto lá. Quando mostrei interesse, minha chefe me ajudou ensinando tudo o que podia e me levando para alguns eventos (primeiro para carregar a luz, depois como terceira ou segunda fotógrafa). Fui aprendendo com a experiência, com leituras e com a internet.

Foi assim que eu comecei, mas existem vários caminhos a se tomar. Perguntas relacionadas a este assunto são algumas das mais comuns: “Como aprender fotografia sem dinheiro?”, “Vale a pena fazer cursos?” e “Qual faculdade fazer?”

Posso não ter uma resposta definitiva para cada uma dessas perguntas, mas posso dar alguns pitacos com base na minha experiência :)

Como aprender fotografia se não tenho dinheiro?

Sei bem como é essa situação e não fiz cursos exatamente por este motivo! O que fiz para contornar a situação de falta de grana:

E cursos? Valem a pena?

Se você tem dinheiro para fazer um curso, com certeza é mais prático do que tentar aprender por conta. Cursos são estruturados e possuem uma continuidade importante para o aprendizado. Muita coisa que demorei anos para aprender eu teria aprendido em horas durante um curso. Existem limitações, como ter que se adequar à velocidade de aprendizado da turma, que às vezes é mais rápida ou mais lenta que a sua. Mas, no geral, cursos são um bom jeito de começar pra quem pode investir nisso.

Claudia, tem como você me indicar um curso na minha cidade?

Não. Não conheço cursos e nem posso endossar nenhum, pois não fiz e não sei, pessoalmente, quais aprovaria. Mas posso dar algumas sugestões:

E faculdade? Qual faculdade fazer pra ser fotógrafa/o?

Faculdade serve somente para duas coisas: 1. ter contatos e 2. ter um papelzinho que diga que você tem uma formação. Se você se sente numa rua sem saída, é possível que não tenha contatos o suficiente. Se você está ganhando menos no seu emprego porque não tem um diploma, o papelzinho é importante.

Se a única coisa que você quer é “aprender”, então veja os itens anteriores.

(É bom lembrar, pra quem não sabe, que a fotografia não é uma profissão regulamentada – em alguns casos ela é auto-regulamentada, com associações independentes. Você pode ser profissional sem o diploma.)

Se mesmo assim você faz questão de uma faculdade, vá em frente. Estão surgindo algumas faculdades de fotografia pelo país, mas alguns outros cursos também possuem conhecimentos em comum, como design e comunicação.

E workshops, valem a pena?

Realizei workshops pelo Brasil inteiro durante quatro anos, portanto sempre fiquei com medo que minhas opiniões sobre o assunto fossem vistas com viés de propaganda. Hoje, no entanto, me sinto tranquila para falar sobre o assunto. Não irei mais realizar workshops a partir de 2015 então a auto-promoção neste momento seria inútil. Neste caso posso dizer com toda a sinceridade: pra saber se um workshop vale a pena use a tática do preço. Se é caro, não vale a pena. Se é barato, é possível que valha. Simples assim. Quem cobra caro por workshops normalmente são pessoas que estão nessa só pelo dinheiro e viram que ensinar é mais lucrativo do que fotografar. Quem cobra barato tem mais chances de estar fazendo isso realmente para compartilhar e dividir um pensamento crítico sobre a fotografia.

Quanto é caro e quanto é barato? Pra mim, qualquer coisa acima de 400 reais já é mais que abuso.

Organizei meus workshops nos últimos anos de forma completamente independente e assim visitei todos os estados, do Rio Grande do Sul à Roraima, do Acre à Paraíba. Sei quanto custa organizá-los. Cobrava R$ 200 não por caridade, mas porque é possível ter um lucro honesto com este valor. As pessoas que admiro e que se dispõem a organizar workshops e oficinas também conseguem cobrar um valor parecido. Já acho que R$ 200 é bastante dinheiro, então fico muito triste de ver que tem gente com coragem de cobrar milhares.

Qualquer pessoa que cobra milhares de reais em um workshop de fotografia está muito mais interessada nela mesma do que em você.

(Penso o mesmo a respeito de congressos.)

Se seu propósito é aprender a fotografar, existem meios fáceis e baratos. Se o seu propósito é se profissionalizar, talvez a principal pergunta para você fazer não seja “como começar” ou “qual curso fazer”, e sim, “por que quero trabalhar com fotografia?” E essa pergunta só você vai saber responder.

compartilhe

sobre a autora

De mãos vazias, Claudia Regina segura a pá. Anda a pé, montada no touro. Cruza a ponte, e ela flui, mas a água não.

claudiaregina.com

anúncios

   http://cursodefotografia.org

quer aprender a fotografar? baixe o livro do
Dicas de fotografia.

é grátis.

↓ eu quero!

perguntas frequentes sobre
fotografia