receba dicas de fotografia
gratuitamente
no seu email! Cadastre-se:


Como interpretar um Histograma

Esse gráfico diz muito sobre nossa imagem, e muitas vezes por não saber como interpretá-lo acabamos tendo impressões erradas sobre a foto – o que não é legal!

Quando olhamos a foto no visor da câmera ou do computador nós estamos vendo somente a interpretação desses dispositivos quanto à verdadeira imagem. A única forma de saber a verdadeira informação contida naquela imagem é vendo isso graficamente. E é aí que entra o Histograma!

Como ele é e onde encontrá-lo

O Histograma é um lindo, simpático e inconfudível gráfico:

histograma

Nas câmeras digitais o histograma costuma aparecer quando definimos mostrar mais informações / detalhes sobre a foto que foi tirada.

procure, no manual do seu equipamento, os botões usados para mostrar o histograma.

Nos programas de edição você facilmente vai encontrar uma janela chamada histograma/histogram. Para fazer isso no Photoshop é só ir ao menu janela/window:

histograma-no-photoshop

mostrando o histograma no photoshop

No Lightroom o histograma da foto selecionada aparece no canto superior direito da tela:

histograma-no-lightroom

localização do histograma no lightroom

Como interpretar um Histograma?

A princípio a gente acha que é complicado, mas por incrível que pareça é muito mais simples do que imaginamos. O gráfico simplesmente “diz” a quantidade de luz e sombra de uma imagem.

histograma-o-que-e

Do lado extremo esquerdo encontramos a quantidade de pontos (pixels) totalmente escuros – preto, e do lado extremo direito encontramos a quantidade de pontos totalmente claros – branco. No meio disso encontramos os tons de cinza que estão no meio do caminho.

Na prática

Nossa câmera quer evitar fotos escuras ou fotos claras, portanto a tendência é que ela procure fazer fotos com um histograma mediano, assim:

histograma-perfeito

Já adianto que quase nenhuma foto sua vai ficar com um histograma exatamente com esta montanha no meio, mas é o que nossas câmeras normalmente procuram. É esta luminosidade que ela vai procurar quando usarmos a câmera no automático e é esta luminosidade que ela vai nos falar que está correta quando usamos o modo manual (com aquela setinha no zero do fotômetro).

Mas existem momentos em que uma foto é de fato repleta de tons mais escuros e mais claros. Ao fazer fotos assim podemos checar o histograma para conferir se a exposição está mesmo correta e tudo que está escuro na cena também está escuro na foto. Veja os exemplos abaixo:

histograma-foto-escura

histograma-foto-clara

Na primeira imagem o histograma tem um pico no lado esquerdo e quase nada no lado direito. Isso significa que a foto tem muitos pontos escuros. É só olhar a foto para “provar” isso: é uma foto com poucos detalhes claros.

Na segunda imagem o histograma tem um pico no lado direito. Isso significa que a foto tem enormes quantidades de pontos claros e poucos pontos escuros. Mais uma vez olhamos a foto e vemos que isso é verdade.

Não existe histograma perfeito: existe histograma adequado pra foto ficar do jeito que você está planejando :-)

***

post publicado originalmente 10/11/2008. atualizado em 06/2014.


Gostou deste post ou ele foi útil para você? Então compartilhe ou faça uma doação de qualquer valor para o blog :-)

Não concorda? Envie seu post contando o seu ponto de vista para guestpost@dicasdefotografia.com.br. Se ele estiver de acordo com a linha editorial do blog poderemos publicá-lo.

Por que este blog não possui mais comentários?
Não tenho uma equipe para responder todos os comentários e já existem muitos meios de interação na internet: fica difícil conseguir acompanhar todos e fico triste de não poder responder todo mundo. Por isso, procuro centralizar a interação em uma só plataforma e buscar algo mais colaborativo. Hoje, esta plataforma é a Página do DDF no Facebook. Se quiser, também pode enviar um bom e velho email.