Dicas de Fotografia

Como fazer fotos de longa exposição

Fotos com uma cachoeira toda aveludada ou um mar todo esfumaçado parecem estar gerando um interesse cada vez maior nos fotógrafos atuais. Se você roda a página de fotos em destaque do 500px, por exemplo, vai encontrar muitas paisagens assim por lá.

Esse efeito é resultado de uma técnica bem simples, mas cheia de segredinhos: a longa exposição.

Não sabe o que é tempo de exposição? Comece lendo a apostila Aprenda a fotografar em 7 lições!

A princípio é fácil realizar esse tipo de foto: é só colocar a câmera no tripé e usar exposições longas (que podem ter de 1 segundo a vários minutos.) Parece simples, mas assim que comecei a praticar fotos deste tipo comecei a encontrar alguns empecilhos. O que fazer?

Esqueci o tripé!

É quase impossível fazer longuíssimas exposições sem tripé, mas às vezes dá pra dar um jeito. Tripé é assim: quando você fica com aquela preguicinha de carregar o danado é exatamente quando vai aparecer a oportunidade para usá-lo!

Nesse caso faço o seguinte: primeiro apoio a câmera em um lugar sólido e firme. Na falta de algo assim na locação você pode sentar no chão e usar o joelho como apoio. Na hora de clicar prendo a respiração e aperto o disparador sem soltá-lo até o fim da foto.

Ok, não é sempre que funciona…

Cachoeira tremida

Mas depois de uma ou duas tentativas é possível que você tenha sucesso!

Cachoeira - deu certo

ISO 100 | 21mm | f/29 | 1.6seg
por claudia regina

No caso da foto acima coloquei a câmera em cima de uma das pedras e fiz este esquema. Consegui uma foto com exposição de 1.6 segundos que, sem tripé, é teoricamente impossível.

Tem luz demais aqui!

Para fazer essas fotos você precisa diminuir o ISO e fechar o diafragma ao máximo. Assim é possível compensar essa falta de luz com o tempo de exposição bem longo. Isso é fácil de fazer à noite, por exemplo, mas bem mais complicado quando existe luz demais (como durante o dia ou mesmo no amanhecer ou anoitecer.)

Às vezes, mesmo deixando o ISO lá em baixo e o diafragma bem fechadinho, ainda tem luz demais. Aí o tempo de exposição não é longo o suficiente para conseguir o efeito bonito que procuramos.

A solução ideal para situações assim é comprar um filtro de densidade neutra (ND). Tudo que este filtro faz é deixar passar menos luz para a câmera, permitindo que você use exposições mais longas sem mudar nada a foto.

ISO 100, 22mm, f/29, 10segpor claudia regina

ISO 100, 22mm, f/29, 10seg
por claudia regina

Se você ainda não tem um filtro ND ainda sobram duas opções: usar outros filtros que também comem alguns f/stops (como o filtro polarizador) ou fotografar em RAW superexpondo a foto para arrumar depois na pós. É trapaça, mas o negativo digital consegue manter muitas informações em luzes estouradas então pode ser uma alternativa pra quando não temos outra escapatória!

foto superexposta, para conseguir usar 0.4 segundos

foto superexposta, para conseguir usar 0.4 segundos

usando o lightroom, recuperei os detalhes (trapaça!) :-)ISO 100 | 10mm | f/22 | 0.4seg

recuperei os detalhes usando o lightroom (trapaça!) :-)
ISO 100 | 10mm | f/22 | 0.4seg

Na foto acima, por exemplo: para conseguir usar 0.4 segundos a foto original ficou superexposta. Depois tirei dois pontos de exposição no Lightroom.

A foto sai tremida mesmo com tripé!

Ao apertar o botão disparador você pode fazer a câmera tremer. O ideal, neste caso, é ter um disparador remoto. Ele permite que você aperte um botão longe da câmera, evitando que ela se mexa.

Se você não possui um disparador remoto também dá para deixar o timer da câmera em 2 segundos, dando um tempo para ela se estabilizar do seu apertão no disparador antes de começar a exposição.

compartilhe

sobre a autora

De mãos vazias, Claudia Regina segura a pá. Anda a pé, montada no touro. Cruza a ponte, e ela flui, mas a água não.

claudiaregina.com

anúncios

   http://cursodefotografia.org

quer aprender a fotografar? baixe o livro do
Dicas de fotografia.

é grátis.

↓ eu quero!

perguntas frequentes sobre
fotografia