receba dicas de fotografia
gratuitamente
no seu email! Cadastre-se:


Buscando novos ângulos

Quando fotografo pessoas que não são modelos profissionais a tendência é que elas fiquem um pouco paradinhas, não sabendo direito o que fazer… ao encarar uma situação dessas precisamos saber conversar e deixar a pessoa à vontade. Mas quem disse que só o assunto tem que se mover? O fotógrafo também deve perceber novos ângulos e se mexer bastante!

Fotografando de um lado, fotografando do outro, se abaixando ou subindo em algum lugar… assim você varia o ponto de visão criando uma nova aparência para seu assunto e se estiver fotografando cenas externas aproveita para explorar diferentes modos de ver o mesmo background. Tirando uma foto de baixo para cima você transforma o céu (ou seja lá o que for que está acima de sua cabeça) em background, e fotografando de cima para baixo transforma o chão em background. Com o modelo paradinho ali, no mesmo local, você consegue diversas opções de fotos totalmente diferentes – com isso fé só descobrir qual desses ângulos oferece uma melhor composição e balanceamento.

Pequeno dicionário do ângulo de visão

Background: é o fundo da sua imagem, aquilo que aparece atrás do assunto fotografado.
Foreground: é o que aparece na frente do assunto fotografado, também compondo a foto.
Bird’s-eye-view: expressão usada para definir o ângulo de quando a foto é feita “de cima para baixo” (como os pássaros vêem)
Worm’s-eye-vire: expressão usada para definir o ângulo de quando a foto é feita “de baixo para cima” (como as minhocas vêem)

Essas expressões são usadas para a fotografia e também para filmagem e outros assuntos que precisem de expressões em relação ao ângulo de visão. Fácil de lembrar mas difícil de praticar: a nossa tendência, principalmente depois que passamos dos primeiros cliques de aprendizagem, é grudar em ângulos “seguros”. Aqueles que já conhecemos e sabemos que funcionam. Porém, se esquecermos de praticar novos ângulos podemos perder belas imagens.

Olhe de cima para baixo…

A foto abaixo, do amigo André Beltrame, não seria nada se fosse tirada do “ponto de vista” tradicional. E graças ao ângulo inusitado o chão virou um background (lindo). Com o restante da composição ele conseguiu uma foto muito gostosa de se ver.

Red Apple (by André Beltrame)

Para ilustrar um exemplo de “antes e depois” olha só a foto abaixo… essa era a foto que eu queria originalmente na hora que compus a cena:

foto-original

E depois resolvi tentar fotos de pé, compondo o corpo inteiro e usando a grama como background:

foto-depois

Neste caso nem existe a dúvida de “qual ficou melhor” pois elas são fotos totalmente diferentes! As duas ficaram bacanas e note que ela está praticamente na mesma posição! ;) Duas fotos diferentes somente porque eu me levantei. Não é o máximo ter essa versatilidade?

Olhe de baixo para cima…

A opção contrária também é super válida. Por que não usar o céu como background? Veja nas fotos abaixo de exemplo. Não é incrível o que uma simples mudança de perspectiva, feita em 2 segundos, pode fazer com uma mesma pose?

look-up

Eu já tenho a minha preferida =)

Visualize e analise

Conseguimos ver muito melhor o resultado que a foto vai tomar olhando atentamente para o visor. Coisas que parecem não atrapalhar na nossa visão 3d de quem tem 2 olhos podem arruinar sua foto na captura 2d da câmera. Sempre cheque se o ângulo do qual você está fotografando cria sombras indesejadas em cima do assunto, usa um background poluído e distrativo ou deixa seu fotografado esquisito (nem todo mundo fica bonito se fotografado de baixo!) Evite tudo isso prestando bastante atenção a cada clique.

Por
Claudia Regina


Gostou deste post ou ele foi útil para você? Então compartilhe ou faça uma doação de qualquer valor para o blog como agradecimento :-)