receba dicas de fotografia
gratuitamente
no seu email! Cadastre-se:


A velocidade mínima de cada distância focal

Um leitor perguntou:

É verdade que existe uma velocidade mínima que, abaixo dela, é impossível fazer a foto com a câmera na mão pois ela não ficará nítida?

É verdade e mentira ao mesmo tempo. Vamos lá:

Velocidade mínima

A regra básica utilizada em contextos gerais é: a velocidade mínima que você conseguirá usar para que a foto saia nítida com a câmera na mão é 1/distância focal. Por exemplo: se você está usando uma lente 50mm a velocidade mínima a se usar é 1/50′ e se você está usando uma 200mm a velocidade mínima para conseguir nitidez é 1/200mm.

Essa é uma regra bem simplificada. Na realidade existem diversos fatores que podem influenciar ela:

  • existem pessoas que conseguem segurar a câmera mais firme, e outras já balançam tudo na hora de apertar o disparador
  • se você está usando flash em um ambiente escuro ele vai “congelar” o assunto iluminado mesmo com uma velocidade bem baixa
  • se você está fotografando algo em movimento quanto mais demorada for a exposição maiores são as chances de que a imagem não fique 100% nítida
  • se você está usando lentes super tele as chances de tremer a foto são gigantescas, por isso quando estão usando lentes acima dos 300mm os profissionais não dispensam o tripé, mesmo com velocidades altas as super teles precisam estar bem estáveis para fotos com boa nitidez

Então a resposta definitiva é: depende! Depende da sua lente, depende da sua firmeza e depende do contexto em que a foto está sendo tirada ;)


Gostou deste post ou ele foi útil para você? Então compartilhe ou faça uma doação de qualquer valor para o blog :-)

Não concorda? Envie seu post contando o seu ponto de vista para guestpost@dicasdefotografia.com.br. Se ele estiver de acordo com a linha editorial do blog poderemos publicá-lo.

Por que este blog não possui mais comentários?
Não tenho uma equipe para responder todos os comentários e já existem muitos meios de interação na internet: fica difícil conseguir acompanhar todos e fico triste de não poder responder todo mundo. Por isso, procuro centralizar a interação em uma só plataforma e buscar algo mais colaborativo. Hoje, esta plataforma é a Página do DDF no Facebook. Se quiser, também pode enviar um bom e velho email.