Dicas de Fotografia

5 dicas para fotos de espaços internos

Sou assumidamente retrateira, mas outros tipos de fotografia sempre acabam aparecendo no nosso caminho. E um tipo de fotografia que sempre esbarrou no meu caminho foi de fotos de interiores. Um trabalhinho aqui, um favorzinho acolá. Quando você vê, está tentando entender tudo sobre esse tipo de fotos. Aqui listo cinco dicas que me ajudaram a entender melhor esse tipo de foto e conseguir imagens bonitas.

1. Uma grande angular é essencial

Na necessidade de captar um espaço inteiro, ainda mais quando ele é mais apertado, só uma lente grande-angular salva.

Não sabe o que é uma grande-angular? Leia a apostila Aprenda a fotografiar em 7 lições e o post Como escolher sua lente.

Até mesmo quando você tem espaço para dar uns passinhos para trás a grande-angular dá a sensação de estar ali no meio do lugar fotografado, pois simula levemente a nossa visão periférica.

ISO 100, 10mm, f/2.8, 1/60seg

ISO 100, 10mm, f/2.8, 1/60seg

Se você não tem dinheiro para comprar uma dessas lentes no momento pode fazer como eu fiz no início: entrei em contato com um colega que tinha a lente e combinei um preço para usá-la sempre que precisasse. Fiquei por anos fazendo este esquema até conseguir comprar a minha.

2. O tripé é seu melhor amigo

Além de querer o máximo de nitidez queremos liberdade para compor a foto da melhor forma. A maior vantagem de fotografar objetos que não são pessoas é que eles não se mexem ou piscam, então você pode compor a foto com muita calma e cuidado e conseguir o resultado perfeito em somente um click. E para isso nada como um tripé deixando a câmera exatamente onde você quer que ela esteja!

Uma vantagem interessante também é poder usar tempos de exposição mais longos – em uma situação onde a nitidez é muito importante mas a luz é escassa você pode manter o ISO baixo, a abertura num valor mais alto e sacrificar o tempo de exposição. A foto abaixo foi feita com 2 segundos de exposição, por exemplo! Só com um tripé eu conseguiria esse resultado, pois sem ele seria necessário aumentar o ISO e o ruído iria começar a aparecer.

ISO 200, 10mm, f/11, 2s

ISO 200, 10mm, f/11, 2s

O tripé também faz par com a próxima dica, que é…

3. Foco manual para fotos super nítidas

Com a câmera presinha no tripé usar o foco manual fica moleza: você garante o melhor foco e o tripé garante que ele continuará no lugar certo :)

4. Live view, sim senhor!

Quando o live view apareceu pela primeira vez nas câmeras reflex a galera mais radical ficou desesperada. Achavam que isso era coisa de compacta e que câmeras profissionais não deveriam ter essas facilidades. Besteira! O live view se tornou meu meio preferido de fotografar tudo, de pessoas à paisagens. No caso das fotos de interiores as vantagens são imensas:

5. De olho nos detalhes

Além de todo o cuidado com a foto em si lembre-se de olhar para os detalhes no espaço que você está fotografando. Na foto anterior, por exemplo, eu interferi bastante na “cena” tirando fios aparentes, virando as tampas dos lixos todas para o mesmo lado e empurrando uma mesa pro outro lado. Às vezes você vai interferir menos, mas lembre-se que só porque está aparecendo um monte de coisa ao mesmo tempo não quer dizer que a foto não terá defeitos!

ISO 250, 10mm, f/4.5, 1/60seg

ISO 250, 10mm, f/4.5, 1/60seg

Caso não consiga interferir no espaço lembre-se de ir de um lado para o outro procurando os ângulos que são mais interessantes e com menos interrupções.

 

compartilhe

sobre a autora

De mãos vazias, Claudia Regina segura a pá. Anda a pé, montada no touro. Cruza a ponte, e ela flui, mas a água não.

claudiaregina.com

anúncios

   http://cursodefotografia.org

quer aprender a fotografar? baixe o livro do
Dicas de fotografia.

é grátis.

↓ eu quero!

perguntas frequentes sobre
fotografia